Laser para remoção de debris e desinfecção radicular em endodontia.

Utilizando laser de alta potência na endodontia.

O sistema de canais radiculares é um arranjo complexo dentro do dente, contendo canais laterais, acessórios, secundários e outras áreas anatômicas que na maioria das vezes são inacessíveis às limas endodônticas. Um adequado tratamento endodôntico requer desinfecção e debridamento do sistema de canais radiculares assim como um devido selamento durante a obturação endodôntica. A irrigação é tida como uma etapa chave do tratamento para atingir esses objetivos. A completa limpeza das bactérias residuais, especialmente na porção apical do sistema de canais, tem sido difícil de ser alcançada com métodos tradicionais, mesmo usando soluções de hipoclorito de sódio. Estudos têm demonstrado que a adição de laser de Er:YAG (um laser de alta potência) para ativação da solução irrigadora aumenta significativamente a eficiência da solução empregada como também incrementa a desinfecção do sistema de canais radiculares.

sistema de canais radiculares
Sistema de canais radiculares e sua complexidade

O aparelho de laser LiteTouch Er:YAG (AMD LASERS) cria pressão hidrodinâmica seguida de cavitação por expansão e colapso das bolhas do líquido irrigante quando ativado na câmara pulpar. A energia é configurada para um nível sub ablativo, de forma que seu uso não cause mudanças estruturais no tecido dentinário, eliminando o risco de danos ao soalho pulpar.   Quando ativado, um pulso de calor é gerado pela radiação laser que é levada ao encontro do líquido irrigante  através de uma ponta de safira. Isso resulta em tensão de tração e cavitação sendo induzida em frente à ponta assim como à distância, abaixo da profundidade de penetração da radiação laser.

ponta LiteTouch laser
(a) Determinação da trajetória do conduto com limas manuais, (b) condutos e câmara pulpar preenchidos com NaOCl, (c) introdução da ponta LiteTouch dentro do irrigante na câmara pulpar e ativação do laser de Er:YAG.

A expansão e colapso das bolhas formadas fazem o líquido circundante agitar-se a uma velocidade de 12 m/s enquanto passa por todo o sistema de canais radiculares. Isto causa rápido deslocamento do fluido intracanal por pressão radial e longitudinal, suficiente para levar irrigante para dentro de toda a anatomia do canal e limpar as paredes dentinárias significativamente. A ativação fotomecânica do irrigante inclui o aumento da temperatura, o que aumenta também a efetividade do debridamento das paredes dentinárias, com melhora das propriedades químicas dos irrigantes.

parde canal radicular antes
Bactérias e restos pulpares no terço apical não removidos pela irrigação convencional
parede do canal depois do uso de LiteTouch
Remoção completa de bactérias e restos de tecido pulpar do terço apical após indução fotomecânica da irrigação com LiteTouch

 

 

 

 

 

 

A ativação do irrigante é feita através da aplicação de uma ponta laser a 40 mJ com 10Hz de frequência e potência média de 0,5W, por 20 segundos. Não é necessário introduzir a ponta até o fim do canal, visto que a ativação da solução transmite o irrigante ativado até o terço apical. O laser é efetivo tanto quando aplicado na solução de hipoclorito (NaOCl) como na de EDTA a 17%. Ao final da instrumentação é recomendada uma última irrigação com NaOCL com ativação laser por pelo menos 60 segundos. O processo deve ser repetido até que não se observem debris soltos no fluido dentro da câmara pulpar. Após lavagem e secagem do canal, a obturação pode ser realizada agora alcançando locais anatômicos antes inacessíveis, usando-se apenas instrumentação com limas.

Este post é uma tradução de parte do artigo original do site Dentistry Today. Que pode ser acessado aqui.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *